Boa Tarde ! Hoje é Domingo, 22 de Outubro de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
Brasil
02/08/2010
Olhar de Peter Sellers
Tenho me lembrado muito de Peter Sellers. O inglês era perito em simular a dissimulação. Nas suas trapalhadas, tipo derrubar uma pilha de pratos ou entornar um aquário no decote de honorável e corpulenta madame, assumia um olhar de quem acaba de chegar, abduzido, sem a menor ideia sobre o que seja prato, aquário ou decote. É o que tenho observado por aqui.
 
29/07/2010
A tolerância dos moderados
Era bem antiga a minha curiosidade sobre como os grupos radicais da CNBB conseguiam dar trânsito às suas estapafúrdias propostas e fazer com que elas venham a público sob as bênçãos da entidade, para serem acolhidas como se representassem a posição da Igreja. Essa curiosidade ressurgiu quando eu soube que a CNBB acolhera e dera curso à Campanha Nacional pelo Limite da Propriedade da Terra.
 
28/07/2010
Trem-Bala ou "Trem-Mala"?
O Brasil tem uma antiga tradição de superfaturamento de obras públicas e de projetos de reduzida utilidade para a sociedade, cujo objetivo principal parece ser o de proporcionar oportunidades de polpudos ganhos para as partes neles envolvidas. Para não sair do Rio de Janeiro, as primeiras têm um exemplo didático na infraestrutura erguida a toque de caixa (e com poucas licitações e controles) para os Jogos Panamericanos de 2007, e os segundos, na faraônica, desnecessária e inconclusa Cidade da Música. Agora, o candidato a campeão absoluto dessa última modalidade é o Trem de Alta Velocidade, mais conhecido como trem-bala, para efetuar a ligação Rio-São Paulo-Campinas, que o Governo Federal pretende licitar ainda este ano, entregando-o como um fato consumado ao sucessor do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
 
26/07/2010
Aqueles de quem tudo se tolera
Na última quarta-feira, participando de um programa de debates na Rádio Bandeirantes aqui em Porto Alegre, saí em defesa de Índio Costa quando veio à baila o que ele havia dito a respeito das relações entre o PT e as FARC/PCC. Minha posição causou alvoroço no estúdio porque, a todos, aquelas afirmações pareceram fora de contexto e prejudiciais à candidatura de José Serra. Quando passei a relatar as tantas evidências em que se fundamentara o candidato a vice-presidente na coligação PSDB/DEM, percebi que os demais participantes do programa tinham na lembrança os fatos que mencionei. Mas todos haviam ficado negativamente surpresos quando o assunto foi tratado publicamente por um candidato à vice-presidência.
 
24/07/2010
Onde está o Poder Judiciário?
O Estado Moderno se caracteriza pela existência de um governo organizado por meio de três Poderes soberanos e independentes. O Executivo (que administra o Estado), o Legislativo (que interpreta a vontade do povo e elabora as leis) e o Judiciário (poder de controle a quem cabe zelar pela aplicação da lei por meio do devido processo legal). Dentro da concepção de Estado de Direito, os três Poderes devem gozar de total autonomia. No Brasil, entretanto, o Poder Executivo comanda e/ou constrange os demais Poderes por diversas formas, fenômeno que caracteriza a "ditadura de um Poder sobre o outro", uma espécie de neofascismo.
 
22/07/2010
Um plebiscito para dividir fazendas?
Diante da pobreza de milhões de brasileiros nesta terra tão rica em recursos naturais, até pessoas bem intencionadas se deixam instrumentalizar por adeptos de uma ideologia anticapitalista e antiliberal que ainda têm a ilusão de construir uma sociedade mais justa pelo atalho da luta de classes.
 
19/07/2010
A lógica do Polvo
Embora apreciador do bom futebol e torcedor do meu Inter, sempre me pareceu que futebol fosse jogo de azar. Só por isso, supunha, era possível haver loteria com base nesse esporte. Pois eis que enquanto jogadores, técnicos e profissionais da mídia esportiva dedicavam-se, diuturnamente, a deslindar as incertezas e mistérios da disputa travada na África do Sul, um simples polvo matou a charada tornando tudo previamente sabido. A lógica do futebol é a lógica do polvo.
 
18/07/2010
Dilma Rousseff e o companheiro Chávez
“Vou fazer um governo mais à esquerda do que Dilma” – José Serra   Durante a abertura da 2ª Cúpula América do Sul-África, realizada ano passado em Isla Margarita, na Venezuela, o ditador Hugo Chávez, com as bochechas infladas e a voz tonitruante de impostor latino, foi incisivo:        - “Minha candidata é Dilma. Ela será a próxima presidente do Brasil. Sei que vão me acusar de ingerência, mas o meu coraçãozinho é que está falando: minha candidata é Dilma!”
 
05/07/2010
O envoltório da incompetência
Por favor, permitam-me esta rápida e transitória entrada no gramado. Eu sei, eu sei - "Ne sutor supra crepidam!". "Não vá o sapateiro além das sandálias", teria dito Apeles ao artesão que, chamado a opinar sobre um par de sandálias que estava sendo representado pelo artista, passou a comentar o restante da obra. Então, pedindo licença aos leitores e dispensando a sábia observação de Apeles, lá se vai este sapateiro das coisas triviais da política e da vida nacional aventurar-se, tela acima, nas sutilezas e seriedades do futebol. Afinal, imponho-me o compromisso deste texto semanal e hoje não sinto vontade alguma de pintar sandálias. Azar de quem não goste de futebol.
 
30/06/2010
Um repasse absurdo
Depois de votada e aprovada pelo Congresso Nacional, foi promulgada, por sanção presidencial com dezenas de vetos, a Lei nº 12.249/10, resultado da conversão da MP 472, que já vinha sendo reeditada e emendada inúmeras vezes. Nada de anormal há no fato do Poder Executivo enviar centenas de Medidas Provisórias ao Congresso Nacional sem atender ao pressuposto da "urgência", imposto pela Constituição Federal.
 
23/06/2010
Camisa 13
Eu até gostava de metáforas futebolísticas, antes de se tornarem um apanágio da retórica presidencial. O presidente Lula, como de hábito, parece que ignora, mas numa democracia cabe ao chefe do Executivo, em diversas circunstâncias, exercer o papel de árbitro e mantenedor das regras e das instituições que as sustentam. Exatamente como deve fazer um bom juiz de futebol. Entre as mais relevantes circunstâncias em que esse padrão é requerido, está o próprio processo de sucessão.
 
21/06/2010
Chamem o Centrão!
Quem acompanhou com algum interesse o processo constituinte ocorrido no Brasil ao longo dos anos de 1987 e 1988, provavelmente recordará das expressões "Centrão" e "buraco negro". Centrão designava o grupo majoritário que se organizou para fazer andar os trabalhos e conter, na medida do possível, as maluquices tentadas pela esquerda. Aqueles dois anos de debates decisivos para o futuro do país transcorreram logo após o fim do regime militar. A esquerda, derrotada na luta armada, chegava ao pote das decisões legislativas com voracidade ideológica e fome de poder, desencadeando uma tentativa furiosa de implantar seu programa valendo-se da pressão exercida pelas massas de manobra que começava a articular no país.
 
31/05/2010
Divagações sobre esse estranho conceito de Pátria
Como diz a letra de Lamartine Babo, “sou tricolor de coração”! Adoro futebol e acompanho com interesse a trajetória do meu time desde a mais tenra idade. Hoje em dia não frequento mais os estádios, mas já fui torcedor assíduo. Essa paixão pelo Fluminense e pelo esporte bretão, entretanto, não se transporta para a Seleção Brasileira, em relação a qual sou quase completamente indiferente. 
 
25/05/2010
Lobby da maconha e Caetano Veloso
Vem aí, com o apoio de Lula, Zé Serra e Fernando Henrique Cardoso (o “papa” da Fundação Ford), a Agência Brasileira da Cânabis Medicinal, que tem por objetivo “regularizar o uso da maconha para fins medicinais”
 
09/05/2010
Agradecimentos ao ditador
Os verdadeiros democratas brasileiros agradecem sinceramente ao ditador venezuelano,  o falastrão Hugo Chávez, que declarou na semana passada seu apoio irrestrito à candidata do líder petista, a "querida" (dele)  Dilma Rousseff, com quem disse estar "seu coração "e por ter criticado, de forma  aberta e cruel,  o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a quem acusou de subordinação aos EUA.
 
01/05/2010
Vale a pena empreender no Brasil?
Uma pergunta da natureza do título acima, quando a nossa economia, além de  estável,  está em alta, com previsões favoráveis para a próxima década – no mínimo – parece até despropositada nesse momento.
 
25/04/2010
"Pixo" é lixo
Picharam o Corcovado –  era crime. Agora é arte.  Era só o que faltava ao Brasil do lullismo, o "pixo" ser tratado como arte. "Pixo" é um neologismo metido a besta que a intelligentzia usa para designar "pichar", atividade sorrateira que espalha imundície na calada da noite com esses garranchos horríveis que emporcalham a cidade.
 
22/04/2010
Balança infiel
Ajulgar pela cobertura política dos jornalões do eixo Rio-São Paulo, o candidato José Serra já ganhou as eleições (embora uma discutível pesquisa do Instituto Sensus indique, no que diz respeito à corrida presidencial, empate técnico entre o ex-governador de São Paulo e Dilma Rousseff - 32, 7 contra 32, 4, respectivamente, nas intenções de voto.
 
19/04/2010
A língua de sogra do MST
Imagine se os traficantes de droga, como forma de ampliar o número de usuários, criassem um mês de promoções, tipo “Seu pó a preço de farinha!”, ou “Compre uma pedra e leve duas!”. E suponha que esses fatos fossem abordados com naturalidade pela mídia e pelos poderes de Estado.  Ou, então, imagine que os ladrões de carro programassem ações em âmbito nacional, como, por exemplo: “Curta a primavera andando a pé”, e realizassem um grande tour de force para aumentar o furto de veículos. E as autoridades não esboçassem reação alguma. Escândalo?
 
15/04/2010
Novo pacote na república de bananas
O governo pressiona o parlamento para que discuta e aprove, em caráter de urgência, um "pacote de maldades tributárias". É um conjunto de leis que cria novos mecanismos de cobrança das dívidas ativas e penhora de bens, conferindo ainda aos fiscais poder de polícia. Teriam estes, se aprovadas as referidas leis, autorização para quebrar o sigilo de possíveis devedores, penhorar seus bens e arrombar portas de residências e empresas sem autorização do Judiciário.
 
12/04/2010
A função social da propriedade e o movimento revolucionário
Creio que a melhor maneira de se compreender o significado da função social da propriedade é perceber o que acontece quando morrem os idosos. As pessoas adquirem ao longo da vida conhecimentos e experiências que as transformam em fonte de sabedoria e conselho para familiares e amigos. De repente, esses bens imateriais se perdem. A morte interrompe o cumprimento da valiosa função social que exerciam. Ou seja, nem os conhecimentos que possuimos estão isentos da função social.
 
10/04/2010
Eike Batista – o Midas do Estado Forte
Ao contrário do milionário Jay Gatsby, personagem lapidar da obra-prima de Scott Fitzgerald, “O Grande Gatsby” (Editora Record, Rio, 2003), a origem da fortuna de Eike (Fuhrken) Batista, o futuro “homem mais rico do mundo”, nada tem de enigmática: ela advém dos proveitosos conhecimentos geológicos do pai, Eliezer Batista – engenheiro, antigo ministro de Minas e Energia do governo Jango e venerado presidente (por duas décadas) da Cia. Vale do Rio Doce - e das boas graças dos governos, em especial do governo Lula da Silva, sempre omisso, para não dizer permissivo (“entreguista”, em tempos outros) na defesa dos ativos e das reservas estratégicas da nação.
 
07/04/2010
A Saúde quase perfeita
Uma das inúmeras frases inconsequentes de Lulla, que já vai ficando perdida no tempo, é aquela em que declarou a saúde pública brasileira como quase perfeita. Por alguma razão, naquele momento, naquele local, convinha dizer isso. Parece que os tempos são outros e agora, com a aproximação das eleições, convém dizer, preventivamente, que se alguma coisa não vai bem nesse terreno a culpa é das oposições, que rejeitaram a enésima prorrogação da contribuição provisória destinada a cobrir os déficits acumulados do setor da saúde, embora, verdadeiramente, nunca tenha sido utilizada para essa finalidade.
 
04/04/2010
Revelando os camaradas
Olivro intitulado Camaradas, do jornalista William Waack – baseado em exaustiva pesquisa realizada nos arquivos da  ex-União Soviética, da Inglaterra, da polícia política de Getúlio Vargas  e  em outras praças, além de várias entrevistas – descreve com riqueza de detalhes os preparativos, a realização e as consequências da Intentona Comunista de 1935 no Brasil. A documentação apresentada deixa claro que a organização dessa tentativa de golpe ocorreu na União Soviética, a serviço da qual se encontravam Luiz Carlos Prestes e outros   brasileiros.
 
31/03/2010
O jogo está em andamento
Apesquisa Datafolha, que reabre a diferença de Serra em relação a Dilma, tem a grande virtude de dissipar um certo clima, vigente na praça, de "já ganhou" da candidatura Dilma. Na verdade, o que andava faltando era um pouco de bom senso, pois, com tanta antecipação, é impossível "prever" quem será o ganhador. Nem previsão climática funciona, imaginem uma eleição presidencial.
 
29/03/2010
Professores dão aula de baderna
Fico me perguntando como os alunos analisam as imagens de professores desrespeitando a lei e atirando paus e pedras contra a polícia, como vimos na manifestação nos arredores do Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo - afinal, supostamente são os professores que, em sala de aula, devem zelar pela disciplina.
 
28/03/2010
CQC acha o grande culpado pela corrupção no Brasil: o ladrão de galinha
Aguardamos com ansiedade o dia que o programa CQC irá usar o talento de seus comediantes para confrontar os responsáveis pelos maiores escândalos envolvendo o Estado brasileiro na administração Lula; até lá, vamos rindo do bêbado que apanha, da torta na cara, da piada de papagaio...
 
22/03/2010
O Direito e o Direito à burrice
Longe de mim recusar o direito à burrice. O que deve ser negado é a burrice ao Direito. O Direito afeta o conjunto da sociedade, exigindo, portanto, cuidadosa aplicação da inteligência no sentido da Razão. É preciso protegê-lo da burrice.
 
15/03/2010
Os sultões do petróleo brasileiro
Eu não sabia, juro. Eu não sabia que os royalties do petróleo representavam essa dinheirama para os privilegiados Estados e municípios que deles se beneficiam, por graça de Deus e bênção da natureza. “Allah akbar!”, deveriam proclamar diariamente seus governadores e prefeitos, dissimulados sultões do petróleo brasileiro.
 
12/03/2010
Eles não desistem
Com o público atento à pirotecnia promovida em torno da prisão de  um governador – situação grotescamente risível, levando-se em conta que nenhum mensaleiro do PT até hoje sofreu qualquer tipo de punição, descobrindo-se, agora, que o partido estaria usando mais um esquema sujo  para desviar fundos que podem ultrapassar a casa dos 100 milhões de reais -; assistindo catatônico as fanfarronices do sujeito que ocupa e desgraça o cargo de presidente da República, e sem conseguir compreender corretamente tudo que está envolvido no chamado PNDH-3, eis que surge mais uma medida ameaçadora  às liberdades individuais, na forma do PL 2412.
 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS