Bom dia ! Hoje é Sexta Feira, 24 de Março de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
Ambientalismo
01/04/2010
Coincidências independentes
Do  "FINANCIAL TIMES": O chefe do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática) foi inocentado de denúncias de conflito de interesse por uma auditoria independente. A consultoria KPMG examinou as finanças pessoais de Rajendra Pachauri depois que a imprensa sugeriu, no fim do ano passado, que ele recebeu dinheiro para assessorar várias empresas, como a Toyota e o Crédit Suisse. A investigação concluiu que todo o dinheiro foi pago à organização sem fins lucrativos indiana Teri (The Energy and Resources Institute), que encomendou o trabalho.
 
27/03/2010
A moralidade verde? É podre
Ojornal britânico [de esquerda] The Guardian relata:   De acordo com um estudo, quando as pessoas acham que foram moralmente virtuosas por salvar o planeta através da compra de alimentos orgânicos para bebês, por exemplo, isto “as dá ‘licença’ para comportamentos egoístas e moralmente questionáveis”, normalmente conhecidos como “compensação moral” ou “ética compensatória”.
 
13/03/2010
Estudos avançados e práticas avançadíssimas
O Mídia@Mais reproduz o programa oficial  de evento público a ser realizado pelo IEA e FEA (USP), e a seguir, faz algumas observações:
 
02/02/2010
Especial: Entrevista sobre o Aquecimento Global - Final
Na última parte da entrevista exclusiva ao M@M, os cientistas analisam o papel que o petróleo exerce na questão do AGA, sobre como a criação de um clima de pânico favorece os planos dos  aquecimentistas e  como o mundo acadêmico brasileiro lida com o tema do Aquecimento Global.
 
26/01/2010
Especial: Entrevista sobre o Aquecimento Global - Parte 2
Acompanhe a 2a. Parte da Entrevista exclusiva realizada pelo MÍDIA@MAIS com os cientistas brasileiros que analisam os fatos envolvidos no Aquecimento Global Antropogênico.
 
24/01/2010
O guru, a boca e a botija
“Há uns trezentos anos, uma Sociedade da Terra Plana foi fundada por aqueles que não acreditavam que o mundo era redondo. Essa sociedade ainda existe; provavelmente tem uma dúzia de membros”.    Em fevereiro de 2003, essas palavras saíram da boca do Dr. Rajendra Pachauri, presidente do IPCC [ONU], que fazia piada dos céticos, dos verdadeiros cientistas, que por natureza e ofício, deveriam ser sempre céticos quanto a qualquer consenso.
 
19/01/2010
Especial: Entrevista sobre o Aquecimento Global - Parte 1
NUMA iniciativa inédita, o Mídia@Mais fez o que nenhum outro veículo da mídia brasileira, grande ou pequeno, jamais teve a coragem de fazer: reuniu quatro pesquisadores e estudiosos brasileiros para uma ampla entrevista sobre a falácia do aquecimento global antropogênico (AGA), as graves consequências das decisões tomadas por governos e também sobre os interesses inconfessáveis que cercam e dão suporte a maior impostura científica das últimas décadas.
 
17/01/2010
A falácia do princípio da precaução
Um novo mantra começa a ganhar espaço na retórica ambientalista, nesses tempos de Cúpula de Copenhague: o chamado “princípio da precaução”. De início, este princípio parece inofensivo e, até mesmo, muito saudável, afinal, dizem eles: “temos o direito de ser protegidos contra potenciais ameaças a nossa saúde ou ao meio ambiente em que vivemos”.
 
15/01/2010
Mais rachaduras na barragem da mídia pró-AGA? Talvez...
Certeza mesmo é que ainda faltam fissuras pelas quais penetre o bom senso nas decisões políticas a respeito de tema tão importante.   Conforme clipping publicado pelo M@M dia 29/12/2009, intitulado UFPR em pesquisa na Antártida, a versão online do jornal curitibano O Estado do Paraná apresentou breve reportagem sobre duas expedições à Antártida, uma de novembro do ano que vem a março de 2011, e outra de novembro de 2011 a março de 2012, compostas por pesquisadores brasileiros da UFPR, USP e outros da Argentina, Inglaterra e Itália. Um dos projetos da expedição é “[...]descobrir se este aquecimento (sic) se deve unicamente à ação humana, aos fenômenos naturais ou, ainda, aos dois fatores juntos”. Tais perguntas estão no bojo da reconstrução paleoceanográfica do Centro de Estudos do Mar (CEM) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).
 
12/01/2010
A química do buraco de ozônio em debate
Molina e Molina (1987) desenvolveram uma teoria extremamente complexa, chamada “dimer chemistry”, ou “química heterogênea”, na tentativa de explicar a destruição do ozônio pelos compostos de clorofluorcarbono (CFC), gases utilizados em refrigeração.
 
06/01/2010
Na surdina...
E na calada da noite, no período entre as festas,  vemos o governo federal petista aprovar a Leis de Mudanças Climáticas, mesmo com o fracasso total de Copenhague, pois os políticos brasileiros precisam, de qualquer forma, justificar seu programa de entreguismo do Brasil, criação de novos impostos e cerceamento dos direitos civis do povo brasileiro. Ainda continuam com a conversa de metas de redução de emissões de CO2 (35 a 40%). Para quê? Ninguém no mundo assumiu nada e nós temos de estabelecer metas? E o pior de tudo: sabemos que tudo isso se baseia numa gigantesca mentira. O CO2 não é vilão de nada, não causa nenhum mal na atmosfera, muito menos aquece a Terra.
 
05/01/2010
A greve de fome de Peter Spencer e as profecias de fome da ONU
Há tempos o discurso oficial da mídia (por estranho que possa parecer a mídia possuir um) é que existe muito mais gente na Terra do que deveria. Não vai ter comida para todo mundo. Não vai ter água para todo mundo. Não vai ter espaço para todo mundo. Não vai ter emprego para todo mundo. Um dia desses, ouvindo a rádio CBN, o repórter da BBC Brasil afirmou que se cada chinês comesse um frango além da cota normal, haveria escassez mundial de frangos. E fui levado a pensar: esses chineses são todos uns vagabundos pois não são capazes nem de criar frangos! Ora, tal afirmação da BBC parece considerar o ser humano um fardo, um pouco mais que um parasita. Se os chineses não são os maiores produtores de frango talvez seja porque têm um Partido Comunista nas costas, esse sim um fardo, que considera o povo como parasita.
 
26/12/2009
Wikipédia: ingenuidade relapsa ou cumplicidade na fraude do AGA?
É bastante provável que a quase absoluta maioria dos usuários da Internet ao redor do mundo já tenha consultado aquela que se auto-intitula “a maior enciclopédia livre online”. Eu estou entre os que dela fizeram uso; no meu caso, para buscar imagens de domínio público, conferir datas de eventos importantes ou mesmo os nomes completos de figuras em destaque.
 
23/12/2009
Woodstock de terno e gravata
Amelhor maneira de não se chegar a lugar nenhum é dar a partida desde uma referência errada. No que me diz respeito, estou convencido de que esse megaevento que se propôs à prosaica missão de salvar o planeta é uma espécie de festival de Woodstock onde os artistas principais envergam terno e gravata.
 
22/12/2009
A cúpula da hipocrisia
Leio no jornal britânico Daily Telegraph que, durante a Cúpula de Copenhague, haverá nada menos que 1.200 limusines rodando nas ruas da cidade. A maior empresa de aluguéis de “limos” informa que, num dia normal, aluga em média 12 automóveis, mas que, durante a Cúpula, esse número subirá para 200. Só os franceses reservaram 42 na última quinta-feira. Para servir a demanda, as empresas dinamarquesas estão trazendo carros de outros países, especialmente da Alemanha, já que a oferta local seria insuficiente. E qual o número total de limusines híbridas ou elétricas? Cinco. Todo o resto é movido a gasolina e diesel.
 
16/12/2009
Antes tarde do que nunca: a sanidade finalmente vai ao ar
Assim, e em dois sentidos, pode ser descrito o programa Canal Livre da BAND, levado ao ar na madrugada do último domingo para segunda e que tratou das mudanças climáticas, emissões de CO2 e da COP-15.
 
09/12/2009
Flatus vocis: sobre números e gases inodoros
Cada brasileiro é responsável pela emissão de 10 toneladas de gás carbônico (CO2) por ano, em média. O número é duas vezes maior do que a média mundial. Os dados são da Rede-Clima, ligada ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe)". "Somos o país em desenvolvimento com a maior média mundial", disse Carlos Nobre, um dos coordenadores da Rede-Clima, ao participar de comissão geral na Câmara para discutir a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15). O encontro será realizado em dezembro, em Copenhague (Dinamarca).  A meta é de que a média mundial de emissão de CO2 seja de 1,2 tonelada por ano até 2050, para que a temperatura global não aumente 2 graus Celsius (°C). "Ela já subiu 0,8°C nos últimos 100 anos. Falta 1,2°C.  Já chegamos muito próximo do limite", disse Carlos Nobre".
 
05/12/2009
Climategate ou Globogate? Agora não falta nem o JN.
Eis a transcrição do Jornal Nacional – Rede Globo, 04/12/09 - 22h19,  com acréscimo de nossos comentários e indicações em negrito. Início da transcrição - Daqui a três dias, vai começar, na Dinamarca, a conferência sobre as mudanças do clima no planeta. Mas um escândalo estourou antes disso." [O escândalo maior foi a deliberada ocultação das refutações dos céticos do AGA, muito antes do vazamento dos emails. Leia "Tacadas torturantes" e "Um punhado de 700"].
 
03/12/2009
Climategate: Siga a trilha do dinheiro
N um artigo publicado no Wall Street Journal no dia 01/12, o colunista Bret Stephens faz uma interessante análise sobre os motivos que teriam levado tantos cientistas a defender por anos, e com ardor crescente, a hipótese do AGA – Aquecimento Global Antropogênico. Na verdade, manobraram e trapacearam para estabelecê-la como “consenso” científico.
 
25/11/2009
Totalitarismo verde
Lord Lawson [*] estava certo ao exigir, em coluna no Times de hoje [23/11], um inquérito sobre o escândalo do aquecimento global. Através de um conjunto de emails acessado por um hacker, um grupo dos mais influentes cientistas proponentes da hipótese do aquecimento global antropogênico (AGA) foi exposto como tendo manipulado, suprimido e distorcido provas científicas a fim de reforçar as suas afirmações. Esses cientistas, por sua vez, afirmam que os emails foram tomados fora do contexto. E com tanto material agora sob domínio público, é possível que parte dele tenha uma explicação inocente. Mas numa terrível porção desse material é difícil ver tal inocência.
 
23/11/2009
Vazamento de emails comprometedores esquenta o clima...do debate
Um hacker entrou no sistema de um importante centro de pesquisa sobre mudanças climáticas [Climate Research Unit at East Anglia University, Reino Unido]  e os postou na Internet na semana passada, causando grande alvoroço na comunidade científica internacional, mas especialmente entre os americanos.  São revelados emails de cientistas recomendando ou trocando idéias sobre como silenciar os céticos do AGA, Aquecimento Global Antropogênico, basicamente pela censura de artigos em publicações científicas. 
 
20/11/2009
ONU sugere controle de natalidade para combater “aquecimento”
Cai a insustentável máscara “humana” da ONU: É a eugenia a força motriz da farsa sobre “aquecimento global”. Em matéria publicada no M@M em 27/08/2009, alertávamos quanto à presença de um “maluco” eugenista na assessoria de Barack Obama. Era John P. Holdren, que desde 1977 advoga controle populacional compulsório, adição de esterilizantes à água ou a outros alimentos de consumo diário e até mesmo o aborto compulsório.
 
13/11/2009
Sinal verde na corrida eleitoral
Depois da largada antecipada de José Serra na corrida para decidir quem é o mais corajoso (às nossas custas) nas mirabolantes propostas verdes, agora é a vez da “não-candidata” Dilma Rousseff afirmar que a proposta do governo brasileiro diante da ONU “é para valer”.
 
11/11/2009
Rede Globo lidera a campanha catastrofista, na contramão da ciência – II. Não é fantástico?
As grandes massas, no mundo inteiro, não têm voz nem conhecimento suficiente para discutir e  decidir se aceitam ou não as novas restrições  às emissões do CO2 que devem ser impostas em consequência da COP 15 (Conferência das Partes) em Copenhagen, promovida pela ONU em dezembro próximo.  O CO2 não é poluente e as emissões resultantes da atividade humana são fração desprezível diante do total de gás carbônico lançado na atmosfera pelo fitoplâncton dos mares, vegetação terrestre e pela respiração dos animais.
 
04/11/2009
Aquecimento Global e Estado Máximo
A cidade de São Paulo, em consonância com a modernidade politicamente correta, tem, desde o último dia 5 de junho, uma lei que regula as “políticas de mudança do clima” no município.
 
29/10/2009
O Manual dos Céticos no Mídia@Mais
O Mídia@Mais lança hoje, para download gratuito,  a versão brasileira de um manual de sobrevivência na selva da desinformação pseudocientífica que cerca e preenche a grande mídia e as políticas ambientais de governos mundo afora e cujo fruto maior é o pseudoconsenso do aquecimento global antropogênico, ou antrópico (AGA). No Brasil, nos parecia haver voz e espaço apenas para um lado: o dos ecopilantras e ecobobos, os últimos, obviamente, servindo aos primeiros.
 
28/10/2009
A TV brasileira está descendo do muro?
Pela primeira vez, uma rede de televisão brasileira apresenta de maneira séria e sem rodeios, a visão de um cético do aquecimento global antropogênico. Não é pouca coisa. Será o começo de uma mudança na postura da grande mídia? Assista e comprove.
 
22/10/2009
Afundando rápido
Marc Morano observa que o grande iceberg da teoria do aquecimento global antropogênico (AGA) está a se desintegrar no Mar da Realidade. Fanáticos do AGA estão verdadeiramente em face de um enigma apavorante, um pesadelo. O que fazer para salvar suas reputações e resplandecentes carreiras como cientistas-chefe, presidentes da Royal Society, candidatos presidenciais transformados em ganhadores do Nobel, jornalistas propositores da forca para os céticos, ONGs verdes construtoras de impérios e professores cuja renda e status acadêmico se acumularam por mais de duas décadas de mascateagem do maior golpe anticientífico de todos os tempos e que agora ameaça expô-los todos ao ridículo, numa escala épica, na medida em que as temperaturas globais diminuem?
 
14/10/2009
Tacadas torturantes
Em seu livro Heaven and Earth: Global Warming, the Missing Science, o Prof. Ian Plimer, geólogo e climatologista australiano, citado em artigos anteriores, refere-se aos modelos climáticos computacionais por diversas vezes e nunca de maneira lisonjeira. Numa delas, ele diz: “[E]sses modelos nada tem a ver com ciência ou empirismo, mas sim com a tortura dos dados, até que estes finalmente confessem”.
 
17/09/2009
Um “punhado” de 700
Seguindo a máxima leninista segundo a qual a melhor tática é acusar o outro daquilo que você é e daquilo que você faz, um conjunto de bem orquestradas declarações vindas do complexo políticos-mídia-pseudociência-ONU durante anos tentou varrer o elefante para debaixo do tapete, insistindo no inexistente consenso sobre o aquecimento global antropogênico. Mas elefantes incomodam muita gente e não param de entrar na sala: já são mais de setecentos.
 
1 2 3 4



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS