Boa Noite ! Hoje é Sexta Feira, 28 de Abril de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Ambientalismo
Compartilhar
Carta ao Conar
- Redacao Midia@Mais
Prezados Senhores do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária - Conar,

Prezados Senhores do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária - Conar,

Em função da recente revisão das normas para a publicidade que contenha apelos de sustentabilidade, gostaria de observar e sugerir a supressão de expressões como "economia de baixo carbono", "produção de baixo carbono", "redução de emissões de carbono", "economia verde ou de baixo carbono", e todas as demais que façam menção à redução das emissões de carbono e sua relação com a sustentabilidade e/ou mudanças climáticas da propaganda, já que elas não seguem os princípios estabelecidos no Parágrafo Único da Cláusula 36: veracidade, exatidão, pertinência e relevância.
 
Uma eventual redução das emissões de carbono em nada contribui para a questão da sustentabilidade, senão o contrário. A tese de que o CO2 (dióxido de carbono) produzido pela atividade humana traz malefícios não se sustenta. O CO2 não é um poluente. O CO2 e a água são essenciais para a fotossíntese e para a vida, tal e como a conhecemos. Existem inúmeros trabalhos científicos há décadas que mostram que o incremento da concentração de CO2 na atmosfera se traduz em maior produção agrícola, mais desenvolvimento das plantas em geral, que por sua vez alimentam todos os ecossistemas. O CO2 é o mais importante fertilizante natural para as plantas.
 
A concentração de CO2 na atmosfera hoje é da ordem de 380 ppm (0,038%) e a contribuição das atividades humanas está em torno de 4% do total de CO2 que é produzido pela natureza, naturalmente. Não há evidências que demonstrem qualquer relação causal entre a variação da concentração de CO2 na atmosfera e eventuais mudanças no clima, senão o contrário. "Mudanças climáticas" é um pleonasmo.

Nunca houve, não há, e muito provavelmente jamais haverá um clima estático.

A amplitude das variações naturais que já ocorreram no clima da Terra são enormes, e muito provavelmente continuarão a ser, independentemente de nós, humanos.
 
Atenciosamente,
 
Mario de Carvalho Fontes Neto,

Engenheiro Agrônomo

 

 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
18/09/2012
(Elisur Bueno Velloso)

Parabéns professores Felício e Mario. Ainda há cientistas corretos e honestos que não se trocam por dinheiro e fama para espalhar mentiras catastróficas para o povão ignorante. Aqui na minha cidade que é litoral de São Paulo, na década de 50 já fez 5 graus, como também calor escaldante. Hoje já não faz tanto frio nem muito calor. O clima da terra está em constante mudanças, graças a Deus!
 
20/06/2011
(Prof. Molion)

Excelente, Eng.Mario! Concordo com você e Prof. Ricardo. O aumento da concentração de CO2 resulta do aumento de temperatura, controlada pelos Sol e o calor armazenado nos oceanos. Fluxos naturais somam 200 bilhões de toneladas de carbono por ano (GtC/a) com uma incerteza de +/- 40 GtC/a (= 20%). O homem emite 6 GtC/a (3%). O CO2 é o gás da vida! Ensaios agronômicos mostraram que, dobrando CO2, a produtividade das plantas aumentou, em média, 30% a 50%. Quanto mais CO2 houver, melhor é para a humanidade. CO2 não é tóxico. A tripulação de submarinos viaja com concentrações de CO2 de 8.000 ppm, 20 vezes maior que a da atmosfera. Agora todas empresas querem ser "verdes" e mentem para vender. A única certeza que temos sobre o clima é que ele é variável por natureza.
 
19/06/2011
(Ricardo)

Parabéns ao Mario Fontes e a Equipe M@M pela publicação da carta. A tosca idéia de achar que o clima é estático e passível de ser controlado é uma enorme pretensão que só visa enganar as pessoas. Achar que se pode "consertar" o clima é afirmar que temos o poder de controlar os fluxos de massa e energia planetários, o que é, de fato, um enorme engodo, portanto, deve ser denunciado. Pior ainda é achar que iremos arrumar tudo apenas "comprando produtos verdes". Oras bolas (verdes)! Um Abraço Ricardo Augusto Felicio Prof.Dr.Climatologia USP-FFLCH-DG
 
19/06/2011
(Arnaldo)

Muito boa a carta!
 
18/06/2011
(Edenilson)

Essa carta pode ser divulgada no site da Abril Sustentável, que acredito que seja a maior divulgadora no Brasil desse equívoco
 
18/06/2011
(Carlo Germani)

Parabéns pela denúncia eng.Mario.O que a grande imprensa não diz,é o lado oculto dessa fraude e farsa do aquecimento global.Há a meta,em plena execução,fdo governo oculto mundial,para a implantação da Nova Ordem (desordem) Mundial.Uma das fases desse projeto satânico é a despopulação mundial,via extinção da agropecuária,da indústria,...,como a conhecemos atualmente.Toda a megaelite mundial está focada nessas metas criminosas.Como você bem disse,o CO2 é vida.Os últimos acontecimentos (tsunamis,tornados,inundações,ciclones,terremotos, reativação de vulcões,...,) de naturais não tem nada.Que tal uma ampla pesquisa e denuncia sobre as "novas tecnologias",como HAARP? Tudo acontecendo de forma planejada e orquestrada, nada fora disso.
 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS