Boa Noite ! Hoje é Domingo, 26 de Março de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Brasil
Compartilhar
Dilma renunciou e Lula está foragido
17/03/2016 - Percival Puggina
O Lula que assume a chefia da Casa Civil chega como foragido. Quer distância da 13º Vara Federal de Curitiba.
Há alguns anos, nossa presidente chegou a apreciar o título de "faxineira". Iria limpar o governo dos ratos de ofício. Hoje (16/03), inverteu o ciclo do aspirador e resolveu importar o lixo para dentro de casa. Promoveu uma renúncia branca, entregou o bastão a Lula e foi para a área de serviço do próprio governo. Melhor, saiu da despensa e foi para a dispensa. A chefe do Estado e do governo brasileiro reeleita em 2014 não é mais, sequer, uma sombra no posto. É um hectoplasma político. Não teve sequer, por respeito próprio, a dignidade da renúncia, conduta que lhe daria reconhecimento pela grandeza do gesto. Entre as atitudes que poderia tomar, adotou a pior possível. Trouxe a Lava Jato para o 4º andar do Palácio do Planalto.
 
O retorno de Lula a funções de governo traz à mente a má história de outros retornos. Não costumam ser bem sucedidos os líderes que, após deixarem o poder, buscam voltar, seja pela força, como Napoleão, seja pelos braços do povo, como Getúlio. A História não os beneficia em seus julgamentos.
 
Lula que assume a chefia da Casa Civil chega como foragido. Quer distância da 13º Vara Federal de Curitiba. Logo a 13ª! É portador de uma espécie de tornozeleira auto-imposta. É um homem que não pode andar em espaços públicos. Só pode circular livremente em ambiente fechado, perante auditório selecionado e em espaço privado. Vem para ser um "negociador" que tentará explicar os negócios do governo e negaceia explicar os próprios negócios perante a Justiça. O Lula que volta ao Palácio do Planalto para promover suposta ressurreição dos mortos é publicamente conhecido por não saber de coisa alguma. Suas frases preferidas são "Não sei, não vi, me traíram". Suas especialidades são a ignorância de tudo que importa e a sabedoria dos chavões exitosos para mentes estreitas.
 
Falando a essas mentes, o PT passou os últimos 12 meses gritando - "Não vai ter golpe!" - tentando impedir o constitucional processo de impeachment. Anteontem, mais de seis milhões de brasileiros foram às ruas e gritavam "Fora Dilma!, Fora Lula!, Fora PT!". Quarenta e oito horas depois, com demonstração de total insensibilidade, o partido governante reúne-os e os oculta dentro do Palácio do Planalto. No interior nebuloso dessa casamata, por ato próprio, o partido derruba a rainha e entrega o poder diretamente a Rasputin, para consolo de seus já pouco fervorosos fiéis.
 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS