Bom dia ! Hoje é Quarta feira, 26 de Julho de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> CLIPPING@MAIS
Compartilhar
Bilionário brasileiro se desmancha em elogios a Dilma
04/11/2014
Redacao Midia@Mais
Mais um exemplo vivo da paixão avassaladora de certos setores do empresariado brasileiro pelo governo - não importando se tal governo seja socialista, revolucionário, corrupto e inimigo da livre iniciativa até a medula.
Como se sabe, o governo petista é o "governo dos pobres"...e dos metacapitalistas brasileiros, ansiosos por dominar setores inteiros da economia com o apoio e o estímulo de bancos públicos e agências regulatórias. 
 
O presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, fez questão de demonstrar todo o seu contentamento com a reeleição de Dilma Rousseff em entrevista à Folha de S.Paulo: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/mercadoaberto/2014/11/1541833-segundo-mandato-de-dilma-vai-ser-melhor-acredita-benjamin-steinbruch.shtml.
 
"O segundo mandato tem tudo para ser melhor que o primeiro", diz ele, emendando que "a gente aprende com a experiência". 
 
Steinbruch é um exemplo vivo da paixão avassaladora de certos setores do empresariado brasileiro pelo governo - não importando se tal governo seja socialista, revolucionário, corrupto e inimigo da livre iniciativa até a medula. Afinal, todos aprendem com a experiência, não é mesmo?
 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
07/11/2014
(F. Carlos)

Não têm o mínimo de cultura política, nunca souberam da máxima do líder dos bolcheviques: “os capitalistas nos venderão a corda que os enforcaremos”.
 
06/11/2014
(Conservatore)

Nobres editores do M@M, sei que é triste ver um "empreendedor" apoiar um governo de esquerda, todavia, em uma coisa Marx acertou: a burguesia não possui ideais elevados(lucro não é pecado, mas não pode ser o único ente de razão de um empresário, por isso, a alta cultura deve ser restaurada, para minimizar esta característica patológica de nossa elite econômica). O que isso quer dizer? Este cidadão só se preocupa com as vantagens que ele pode levar, não importando se seu apoio prejudica a mesma classe(os outros empresários que não são amigos do rei, que como sabemos, são maioria e dignos de nossa admiração) ao qual ele pertence. Provavelmente ele apoiaria o Aécio, caso ele tivesse ganho. Essa é nossa tragédia, quem poderia barrar as sandices esquerdistas, acabam por só pensar no próprio umbigo. O problema é que uma hora a fonte pode secar. Sei que a questão é complexa, exigindo uma análise de conjuntura, pois eu também vivo me perguntando se estes empresários não se preocupam com as consequências nefastas que podem se voltar até contra os amigos do rei. Ou eles tem informações que desconheço e, por isso seguem confiantes, mudando de lado sempre que for conveniente, ou estão dormindo com o inimigo. A julgar pelo tempo que eles jogam este jogo, temo que as duas possibilidades são verosemelhantes, prejudicando de qualquer modo, nós, os pobres mortais que bancamos a jogatina.
 
05/11/2014
(F. Carlos)

"Ilustre" representante da conurbação do estado com o empresariado.
 
04/11/2014
(Mauro Moreira)

Esse é um mágico da indústria bananeira. De empresário do ramo têxtil, milagrosamente, conseguiu comprar a maior siderúrgica da América "Latrina", das maiores do mundo. Fenômeno! Do índigo para o aço, coisas do Bananão. Andou criticando o desgoverno petista e logo após a vitória dos petralhas, passou a elogiar, claro, de olho na grana do BNDES.
 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS