Boa Noite ! Hoje é Sexta Feira, 24 de Março de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Política
Compartilhar
O pedido do PSDB para auditoria e a reação do Judiciário aparelhado
01/11/2014 - Paulo Zamboni
Afinal de contas, por quais motivos o PT e seus vassalos estão tão incomodados com o pedido de auditoria das eleições?
É digno, dentro de um processo que se supõe democrático, aceitar a derrota. Mas, é legítimo, diante de denúncias de eleições fraudulentas, pedir auditoria e investigação  dos fatos.
 
Qual é o problema disso?
 
Onde está a tentativa de golpe da oposição?
 
A reação do ministro João Otávio de Noronha não faz sentido.
 
 
Acontece que tanto o pedido do PSDB (leia nota aqui: http://www.psdb.org.br/nota-imprensa-9/), quanto a reação do ministro são aspectos importantes a serem analisados.
 
No caso do pedido do PSDB, parece que finalmente o partido está disposto a fazer oposição real. Fazer política de fato. Como o historiador Marco Antônio Villa em entrevista exclusiva para o M@M (http://www.midiaamais.com.br/?c=ver_noticia&codigo_noticia=3257), é preciso fazer o que o PT faz 24 horas por dia: política e política é convencimento. 
 
Política é convencimento, mas é também oposição.
 
É preciso sair da posição defensiva. É necessário assumir um caráter mais objetivo e prático.
 
Nem precisa usar os mesmo recursos despidos de ética. Como a reação do ministro demonstra, usar dos instrumentos legais já faz com que o PT trema.
 
É um caminho interessante esse do PSDB. Mas, é preciso perguntar: não vai parar por aqui, vai? 
 
O PT vai, mais que nunca, usar de todas as possíveis táticas para neutralizar e acabar definitivamente com a oposição. É a chance de tirar o ranço do menchevismo presente na estrutura partidária psdebista.
 
No caso da reação do ministro, a questão é mais complexa: indica o quanto o PT aparelhou o Estado brasileiro.
 
E aí voltamos para o aspecto anterior. Mais que nunca, todos os setores da direita, dos conservadores aos liberais e libertários, da social-democracia ao capitalismo anárquico, é preciso uma unificação de forças para que o Estado brasileiro possa se libertar do partidarismo que tomou conta dele.
 
Pode ser que o pedido feito pelo PSDB não dê em nada, mas é um começo.
 
Os próximos passos do PT devem ser atentamente observados. 
 
Indagar a presença estrangeira e exigir explicações é uma necessidade. (Coisa mais absurda: http://www.folhapolitica.org/2014/10/ministro-venezuelano-assina-convenio.html)
 
Fazermos com que aqueles que ainda dormem à sobra da corrupção petista acordem é impedir que caminhemos gradualmente para o socialismo radical (velado para boa parte da sociedade).
 
É preciso empreender uma luta.
 
Chegou o momento de mostramos maturidade na oposição, impedindo que o PT tenha sossego para suas imoralidades.
 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
01/11/2014
(F. Carlos)

Mal comparando, mas parece uma ação de bandidos contra a polícia, eles, os bandidos, PT, não têm expediente, têm 24 h do dia para nos assaltar; nós, a polícia, oposição, temos o expediente a cumprir, com fosse uma repartição pública. A verdadeira oposição não pode dar trégua a esse f.d.p dos ptralhas.
 
01/11/2014
(Júlia)

Orgulho dessa equipe!
 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS