Boa Noite ! Hoje é Quarta feira, 24 de Maio de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Mídia em Foco
Compartilhar
Imprensa abusa de clichês sobre protestos
05/06/2014 - Redacao Midia@Mais
A imprensa brasileira e sua infinita capacidade para justificar o terrorismo esquerdista...

O protesto começou pacífico...

Até uma revolta de neonazistas “começa pacífica”, com alguma reunião em algum esconderijo.

 

Uma minoria de manifestantes violentos...

Embora sejam sempre “uma minoria”, por alguma razão misteriosa tais “minorias” sempre se sobrepõem às “maiorias” e praticamente todos os protestos terminam em confusão.

 

Protestar é um direito, mas parar o trânsito é errado...

Simplesmente todas as manifestações realizadas atualmente nas grandes cidades e mesmo nas rodovias têm como objetivo principal parar o trânsito e impedir outros cidadãos de se locomover.

 

A polícia precisa agir com cordialidade, sem violência...

Neste caso, falta o nobre jornalista sugerir exatamente como ele pretende que um policial atue quando vê um manifestante mascarado segurando um tijolo pronto para arremessá-lo em alguma vidraça.

 

A polícia deveria agir preventivamente...

Como? Impedindo a manifestação “antes que ela ocorra”? Espionando os “movimentos sociais” para descobrir quando será a próxima manifestação? Imaginem a mesma imprensa tratando do assunto em manchetes como “Polícia ESPIONA movimentos sociais”.

 

Estes mascarados não são manifestantes, são vândalos...

Resposta errada, de novo! Vândalo é um sujeito bêbado que quebra um orelhão na volta de uma balada e depois morre de vergonha de alguém descobrir. Quem anuncia no Facebook que vai quebrar um orelhão, diz que vai quebrar o orelhão para levar a sociedade capitalista ao colapso, depois sai de casa, quebra o orelhão e comemora no bar com seus outros amigos que também quebraram orelhões, não é um “vândalo”, é um militante organizado de extrema esquerda – aliás, a mesma ideologia da maioria dos políticos que esses mesmos jornalistas tratam como se fossem estadistas.

 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
10/06/2014
(Ricardo)

Vocês são muito cozinhas. Muito. Lixo puro.

 

Como você veio fuçar na nossa "lixeira" imaginamos que você não passa de um porco sujo ou de um urubu comedor de lixo. De qualquer forma, continue comendo o nosso "lixo", quem sabe você limpa o cérebro e o sangue do esterco ideológico que o envenena.

Redação MÍDIA@MAIS

 
06/06/2014
(Ricardo)

De onde o amigo tirou isso?

Prezado leitor: tirou o quê?

Redação MÍDIA@MAIS

 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS