Boa Tarde ! Hoje é Quinta Feira, 17 de Agosto de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Mídia em Foco
Compartilhar
Até quando vamos chamar comunistas de “vândalos”?
05/09/2013 - Redacao Midia@Mais
Quem depreda e pratica violência em nome de uma agenda ideológica, ligado formalmente a alguma organização política, não é um “vândalo”: é um militante extremista de alguma bandeira política
A imprensa acha que fingindo não haver discurso ideológico por trás das depredações ao patrimônio alheio, a população jamais perceberá a ligação dos eventos com extremistas de esquerda bem organizados. Infelizmente, até o momento isso pode estar dando resultado.
 
O que é um vândalo? Um sujeito que, banal e gratuitamente, sem obediência a qualquer agenda política, apedreja uma vidraça num sábado à noite, antes ou depois de sua “balada”. Tal ato não guarda qualquer ligação, direta ou indireta, com uma estratégia maior de tomada de poder.
 
Quem, entretanto, depreda e pratica violência em nome de uma agenda ideológica, ligado inclusive formalmente a alguma organização política, este sujeito não é um “vândalo”: é um militante extremista de alguma bandeira política. Se esta bandeira política é declarada, se ele mesmo não esconde que destrói por um “ideal” – no caso, a destruição do capitalismo e sua substituição por uma ditadura “popular” ou do proletariado – bem, se ele próprio chama a si mesmo de “comunista”, “socialista”, “marxista-leninista” ou o diabo que seja, quem somos nós – e a imprensa manipuladora – para dizer o contrário?
 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
12/09/2013
(Joel de Sá3,,)

Nos anos 1970, durante a Ditadura dos Militares, os maiores insurgentes contra a então ORDEM GOVERNISTA, praticaram atentados, explodiram bombas, sequestraram, e praticaram assaltos a bancos em porte de armas potentes. "Aqueles" são os atuais Donos do Poder e de posse de uma Ditadura Socialista, disfarçada de democracia passam rolo compressor sobre os que se lhes opõem.
 
09/09/2013
(Agapito Costa)

Só no Brasil este tipo de tática de infiltração traz resultados positivos. Com medo de se envolver a sociedade ordeira não vai as ruas. Ponto para os petralhas.
 
06/09/2013
(F.Carlos)

Após a queda do muro de Berlim, o processo de desinformação, montado pela KGB, foi dizer que o comunismo acabou, para os idiotas úteis, a mídia em geral, vendeu e continua vendendo essa grande mentira, pelo contrário o comunismo fortaleceu, no campo cultural.
 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS