Boa Noite ! Hoje é Quarta feira, 24 de Maio de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Mídia em Foco
Compartilhar
Os campeões de verbas federais da internet brasileira
04/07/2013 - Redacao Midia@Mais
A lição óbvia para o internauta que quer ser bem informado:evite os sites com maior desproporção entre audiência e verba recebida do Estado, e coloque dois pés atrás quando os campeões de verbas resolverem falar sobre a mão que os alimenta.

Não custa nada e não faz mal a ninguém saber quanto recebem do governo petista alguns sites brasileiros. Os campeões são os gigantes óbvios, como Terra e UOL, com quase 10 milhões anuais pelos números de 2012. Mas não são os únicos: há certas “surpresas” na lista. O Bolsa de Mulher (http://www.bolsademulher.com/), por exemplo, que na homepage de 4 de julho destacava os benefícios da batata doce, é um portal de temas femininos, valendo 580 mil anuais.

 

É curioso notar ainda que as verbas não tenham relação direta com a audiência dos sites. Por exemplo: o portal da Rede Record, R7, é 48 vezes menos acessado que o Facebook, mas recebe um valor maior (http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2013/07/03/governo-beneficia-sites-progressistas-na-distribuicao-de-verbas.htm). O gigantesco Grupo Abril, que abriga a revista Veja (o terror supremo da esquerda brasileira), recebe menos verbas que o blog do jornalista Paulo Henrique Amorim (http://www.conversaafiada.com.br/).

 

Não poderiam faltar outras fontes habituais de conteúdo esquerdista, conforme deixa clara a própria reportagem do UOL:

 

Mas um critério político parece também desequilibrar a balança com o dinheiro estatal. Páginas com viés ideológico de esquerda, como Carta Maior, Conversa Afiada e Ópera Mundi (este, parceiro de conteúdo do UOL), foram agraciadas com um dinheiro público que não corresponde a quantidade de pessoas que passam por seu conteúdo.

A Carta Maior, por exemplo, recebeu mais verba publicitária que a Folha, que tem 157 vezes mais páginas visitadas por mês. Já blog Conversa Afiada, que faz parte da autodenominada "blogosfera progressista", ganhou mais em propaganda estatal que o portal da Abril, que tem 62 vezes mais audiência que a página comandada pelo jornalista Paulo Henrique Amorim.

 

A lição óbvia para o internauta que quer ser bem informado: fuja da lista sempre que possível, evite os sites com maior desproporção entre audiência e verba e coloque dois pés atrás quando os campeões de verbas resolverem falar sobre a mão que os alimenta.

 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
11/07/2016
(cachorro sozinho o dia todo)

Realmente, é uma mídia marrom e vendida. Eles ficam defendendo a roubalheira, a corrupção, com unhas e dentes, com a maior cara-de-pau! Pudera, recebem verbas milionárias para isso, são cãezinhos de aluguel! http://www.adestramento-para-caes.com/2013/05/o-adestrador-de-caes-quando-o-cachorro.html
 
10/07/2013
(Gerson)

E o Yahoo, onde todos os colunistas defendem o PT?
 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS