Bom dia ! Hoje é Sábado, 21 de Outubro de 2017.
 
Fique por dentro de nosso conteúdo em sua caixa de e-mail:
 




 
> Mídia em Foco
Compartilhar
I don’t want to believe: toda torcida é válida para que terroristas de Boston não sejam muçulmanos
20/04/2013 - Redacao Midia@Mais
Enquanto o mistério do atentado em Boston não for revelado, vale a torcida para descobrir as motivações dos autores do ataque.

Enquanto o próprio terrorista fugitivo não for à CNN e admitir que agiu em função de sua fé ou segundo ordem de alguma célula terrorista, vale continuar torcendo para que ele seja, na verdade, um estudante vítima de bullying no MIT, um atirador amador, um mero separatista checheno, etc...

 

“No caso de Boston, o que diabos faziam dois tchetchenos vivendo em Cambridge, como está sendo informado? Se ele não tinha um único amigo americano, ninguém vai poder contar o que ele fazia nos Estados Unidos, como vivia, o que pensava”, desespera-se o jornalista “especializado” em política internacional da Folha de S.Paulo, Clóvis Rossi: http://www1.folha.uol.com.br/colunas/clovisrossi/1265387-nao-creio-em-conspiracoes-mas.shtml.

 

Pois é: se Rossi lesse o próprio jornal onde trabalha, saberia que eles viviam nos EUA desde 2002 e 2006: http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/04/1265513-suspeito-foragido-de-explosao-de-boston-obteve-cidadania-em-11-de-setembro-de-2012.shtml. Se ele acreditasse no que diz a Folha, saberia ainda que os irmãos mentiram à família dizendo que não estavam no local das explosões, eram “crentes muçulmanos” e tinham “ideias extremistas”: http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2013/04/19/meu-filho-e-um-verdadeiro-anjo-diz-pai-dos-suspeitos-de-atentado-em-boston.htm.

 

Melhor, entretanto, se eles se revelarem no final fanáticos por armas de fogo (http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/04/1265318-perfil-de-suspeito-do-atentado-de-boston-no-facebook-tinha-imagens-suspeitas-diz-fbi.shtml) ou que eles quisessem, na verdade, atingir a Rússia, e erraram o alvo por 7 mil quilômetros.

 

Que tal todo mundo admitir que eram apenas dois malucos sem motivação ideológica ou religiosa? Mas algum ser humano “normal” consegue explodir uma bomba e matar pessoas desconhecidas e inocentes?

 

Enquanto o mistério não for revelado, vale a torcida. A temporada de teorias da conspiração está aberta, como bem observou o colunista da Folha. Ninguém pode afirmar ao certo o que aconteceu de verdade, mas torcer não custa nada. Dedos cruzados!

 



 
Compartilhar

COMENTÁRIOS
22/04/2013
(LG)

Ah, mas podem ter a certeza: quando ficar definitivamente comprovado que os dois facínoras eram terroristas agindo por fundamentalismo muçulmano, e que a América continua sob ataque, logo-logo aparecerão os vigaristas de sempre - na impresa brasileira e na americana - a dizer que, no fundo no fundo, os americanos é que são os responsáveis pelos atos de terroristas contra o seu próprio país. Enfim, a vigarice intelectual de certa gente é infinita.
 
20/04/2013
(Marcos)

Na Globo News, durante a cobertura dos fatos, uma "palpiteira" de estúdio afirmou com convicção que os 2 rapazes cometeram o ato de terrorismo devido a problemas pessoais, como falta de oportunidades no mercado de trabalho, rejeição dos colegas e outras decepções, resumindo, é aquela velha baboseira usada em terras tupiniquins, a tal "vitima da sociedade". Graças a Deus, logo em seguida entrou uma correspondente para anular tudo o que a palpiteira de estudio havido regurgitado!
 
INSERIR COMENTÁRIO
Nome / Apelido
E-mail (opcional)
Comentário



Redação: Paulo Zamboni
AmbientalismoAmérica LatinaBrasilCulturaEconomiaEntrevistasEUA e GeopolíticaEuropaMídia em FocoOriente MédioPolíticaSegurança Pública
Artigos IndicadosCLIPPING@MAISEspecialLiteraturaResenhas
Home Editorial Faq Fale Conosco


Canais:
 
MÍDIA A MAIS © COPYRIGHT 2013, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS